Abordagem

Porquê

Escolher esta abordagem é garantir o sucesso das crianças e dos adultos envolvidos no processo.

O Modelo HighScope baseia-se na teoria do desenvolvimento da criança de Jean Piaget e John Dewey.

Quando uma criança entra no sistema educativo, com ela entra uma família, uma expectativa, um projeto de vida que tem de ser acolhido em toda a sua diversidade e complexidade. O HighScope está preparado para dar essa resposta nas mais variadas áreas, de um modo sustentado.

Saber mais:

É um modelo desenvolvimentista, com provas dadas ao longo de 50 anos, com constante validação e atualização neste mundo em constante mudança.

Um modelo validado pela investigação científica que lhe confere o título de modelo de elevada qualidade pela NAYEC NAEYC Announces HighScope as Year-Round Platinum Sponsor

O estudo longitudinal – Perry Preschool Study – tem impacto nos dias de hoje em várias investigações conduzidas nas universidades, como na Universidade de Harvard, e é citado em vários estudos, como por exemplo:

“Gauging how children grow, learn, thrive”, in The Harvard Gazette.

“Effects of the Perry Preschool Program on Youths Through Age 15”, in SAGE journals.

“Harvard to do (yet another) preschool study”, in Black Enterprise.

Perry Preschool Project, in Social Programs that Work.

Nesta abordagem, todas as áreas de intervenção são trabalhadas ao detalhe: a organização do espaço, a organização da rotina, o modo como se realizam os vários momentos do dia, o desenvolvimento sócio-emocional, a avaliação dos processos de aprendizagem e a qualidade do programa implementado com instrumentos específicos e validados.

Algo brilhante é algo simples e fácil de implementar e essas duas características são centrais no modelo HighScope, veja como está simples e claramente organizado nesta Roda de Aprendizagem Ativa.

Highscope
Currículo

O que é o currículo HighScope?

É um modelo de aprendizagem ativa envolvido num ambiente sócio emocional cuidado ao mais pequeno detalhe.

O Modelo HighScope baseia-se na teoria do desenvolvimento da criança de Jean Piaget e John Dewey. Esta abordagem é uma das mais utilizadas e divulgadas no mundo e com melhores resultados comprovados. O curriculum HighScope abrange crianças desde a Creche, Jardim de Infância (pré-escolar), ensino básico e secundário. A criança aprende pela ação intencional que realiza sobre os materiais e sobre o ambiente em interação com os outros.

O famoso estudo longitudinal, HighScope Perry Preschool Study tem colocado esta abordagem em destaque. Foi comprovada a eficácia do modelo e o quanto beneficiam as crianças que têm a oportunidade de nele serem integradas. Os estudos de investigação científica mostram que as crianças que participaram em programas HighScope têm melhores resultados enquanto estudantes e adultos, têm menor tendência para a delinquência, um maior desenvolvimento sócio emocional, autonomia, resiliência e pensamento crítico.

Estes jovens e adultos HighScope têm dado contributos muito positivos para a sociedade.

Este modelo torna-se brilhante pela sua simplicidade e capacidade de implementação.

Numa simples Roda da Aprendizagem estão todos os eixos fundamentais, a sua inter-relação e centralidade para o sucesso.

Esta simplicidade facilita a compreensão do modelo pelos vários intervenientes, sejam professores, educadores, auxiliares, pais, diretores, terapeutas. A sua implementação é realizada passo a passo num contínuo de ganhos e sucessos que motivam novos passos.

A criatividade surge naturalmente porque o ambiente assim o promove. A interação positiva baseada no que a criança consegue fazer e o programa de desenvolvimento socioemocional implementado passo a passo promovem a auto-estima, a auto-confiança, a motivação intrínseca, e a empatia. A organização cuidada do espaço contribui para uma aprendizagem ativa no interior e exterior

Quem?

A quem se destina?

Destina-se a qualquer criança, a qualquer adulto e a qualquer zona geográfica ou cultura.

A qualquer criança dos 0 aos 18 anos e a todos os adultos que a acompanham. Qualquer adulto envolvido no processo faz o seu próprio caminho de desenvolvimento pessoal e profissional deixando-se também transformar.

Destina-se também às famílias, é uma abordagem que tem grande impacto positivo nas famílias, pois é estruturante do processo educativo nas suas várias vertentes. Desde a interação dos pais com os filhos, a resolução de problemas, a nomeação e expressão de sentimentos, as estratégias de ensino aprendizagem, a organização do espaço de brincar em casa e no jardim de casa, à organização do tempo e diálogo sobre expectativas. .

Há uma abordagem específica para cada valência de ensino com instrumentos para avaliação da criança e da qualidade do programa que está a ser implementado. Esta abordagem é flexível pelo que acolhe a diversidade e entende-a como uma enorme mais-valia na criação da identidade de cada comunidade.

Este modelo foi criado para combater a pobreza e dar resposta a crianças que viviam em ambientes desfavorecidos, estendendo-se depois a uma implementação universal.

Único?

O que o torna único?

Destina-se a qualquer criança, a qualquer adulto e a qualquer zona geográfica ou cultura.

Investigação
A rocha na qual construímos tudo o que fazemos. O HighScope lidera a educação com mais de cinco décadas de investigação inovadora em educação. HighScope leads education with over five decades of innovative early childhood research.

Aplicação
Às vezes, as excelentes teorias não funcionam no mundo real. O currículo e os produtos HighScope foram testados em dezenas de milhares de horas em salas de aulas reais para demonstrar a validade e eficácia dos resultados das nossas investigações e do formato dos produtos.

Validação
O que funciona, fica. O que não funciona, é abandonado. Ao contrário de outras abordagens, não baseamos o nosso currículo e produtos apenas na investigação – também os validamos com investigação. E quando descobrimos que há algo que podemos fazer melhor, fazêmo-lo.

Quando na base de qualquer ação está uma investigação séria, fundamentada, aplicada e validada, então a probabilidade de uma educação com sucesso é enorme. Na educação não pode nem devem existir modas, publicidade enganosa, nomes que se usam apenas para encher escolas ou salas de aula. Quando falamos em educação falamos em crianças e estas merecem o melhor de cada um de nós!

Na implementação há pontos que marcam a diferença:

Planear-Fazer-Rever

Neste processo a criança escolhe com intenção, realiza com concentração e reflete sobre aquilo que aprendeu. Com um passo de criança, dá um passo de gigante na interiorização de uma metodologia fundamental na aprendizagem ativa!

Interação adulto-criança

um clima de suporte é a essência de uma aprendizagem que se baseia na confiança e no respeito mútuo. Aqui o adulto partilha o controlo com a criança. O adulto equilibra a liberdade que a criança necessita para explorar, com os limites que precisa para se sentir segura. Este é um ponto central, nomeadamente, em Portugal onde muitas interações adulto-criança se baseiam numa relação de poder num único sentido, num discurso negativo, pesado, cheio de ressentimentos e culpas atribuídas do qual sai, habitualmente, o castigo e a punição, como se estas fossem as armas da resolução de um problema. O modelo HighScope propõe 6 passos para a resolução de um conflito.

Da teoria para a prática

A prática é fundamentada e realizada com uma teoria sólida por base. Não se trata de uma mistura de modelos, de um pouco de cada um, é algo com princípio, meio e fim.

Aprendizagem ativa para crianças e adultos

As investigações sobre a formação dos adultos mostram que estratégias de desenvolvimento pessoal e profissional produzem uma compreensão mais profunda e mudanças significativas. Estas estratégias incluem uma aprendizagem pela ação “hands -on”, oportunidade de alternar estudo com prática, partilha e reflexão.

Avaliação

Avaliar é um processo com várias tarefas – observar; interagir e planear. Dos registos diários parte-se para uma prática intencional, os KDI link para formação em KDI são parte integrante deste trabalho. Existem instrumentos de avaliação da criança, como o COR (Child Observation Record) e de avaliação da qualidade do programa PQA link para formação em PQA. Avaliar significa então, trabalhar em equipa para apoiar e desenvolver os interesses e potenciais da criança, guiados pelo Curriculum. As famílias estão integradas neste processo de um modo continuado. No ensino básico e secundário as crianças e jovens são também parte integrante do processo de avaliação, participam no processo, celebram vitórias e estabelecem objetivos a alcançar.